Publicidade

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010 Compras, Personal stylist | 12:46

O teste das cintas modeladoras: nota 10 para uma, notas menores para as outras

Compartilhe: Twitter

Eu sou adepta da cinta modeladora. Quando a linha Control foi lançada, entrei em contato com a Plié, que disponilizou alguns modelos para eu testar. Tirei fotos em situações cotidianas e narro para vocês as minhas, em geral, agradáveis experiências.

Para rechear os telões da festa de final de ano, funcionários do iG foram clicados pela renomada fotógrafa Kelly Fuzzaro. Atrevidas, eu e Márcia Gimenez atendemos à sugestão da Marília Neves de pular. Ainda bem que eu estava de cinta, porque nada saiu do lugar! (risos)  Ah, com exceção dos meus cabelos!

Eu, Marília Neves e Márcia Gimenez, clicadas por Kelly Fuzzaro

Na foto abaixo, onde apareço comportada, é mais fácil de notar que a calcinha abdominal tamanho G segura as minhas gordurinhas. Como ela é confortável e longa – protege todo o tronco -, precisei apenas me preocupar em colocar o sutiã por cima da cinta, nas costas, para que ela não enrolasse. Nota 9.

No estúdio do iG, no Itaim, em São Paulo (Foto: Kelly Fuzaro)

Escolhi a calcinha boxer abdominal para ir a um bar/balada no centro de São Paulo de saia e blusinha justa. Sim, mais justinha para realmente testar o poder da cinta, que tem como garota-propaganda a modelo Tara Lynn. Ela disfarçou a minha saliência das costas e comprimiu a região do abdome, sem apertar o estômago, sofrimento pelo qual já passei com cintas modeladoras de outras marcas. Mas, essa história do “boxer” não funcionou comigo. O shortinho teimava em subir e enrolar a noite toda, por conta da flacidez na parte interna da coxa. Como eu não podia desenrolar na frente do povo – já pensou? haha -, deixei. Fiquei um pouquinho incomodada. Nota 7.

A cinta “segurou o look” do bar/balada (Foto: Arquivo Pessoal)

Eu não costumo usar sutiã sem bojo, confesso. Foi um desafio sair de casa para um dia comum no trabalho sem a minha “proteção”. Fiquei surpresa com o sustento dado pela peça e o auxílio para esconder as gordurinhas das costas, como aconteceu com todas as cintas da linha. Só que o top não tinha regulagem de alça. Meus ombros são caidinhos, por isso passei o dia levantando a alça de um lado e depois do outro. Nota 6.

Em casa, após um dia de trabalho (Foto: Arquivo Pessoal)

Para correr atrás dos famosos no show da dupla Jorge & Matheus, no Terraço Daslu, optei por uma bota, roupas confortáveis e uma cinta que não desse sinais de que fosse enrolar em cima ou em baixo. Escolhi o body com bojo.  Maravilha. Em nenhum momento me lembrei que estava usando uma “peça compressora” (risos). O bojo funciona, o comprimento da cinta é ótimo, as alças são reguláveis e a calcinha é comum – não boxer. Nota 10.

No estacionamento do Terraço Daslu, esperando para ir embora (Foto: Marília Neves)

A cinta sem bojo também é interessante. As alças, além de reguláveis, permitem cruzar nas costas. Eu a testei, propositalmente, com uma regata de decote nadador nas costas. Senti que ela moldou minha cintura, segurou o abdome, a gordurinha das costas e sustentou bem os seios. Só senti falta do bojo!Nota 9.

(Foto: Marília Neves)

Gostei da Control Line da Plié e vou reutilizar várias das cintas. Prometo mostrar mais fotos!

Autor: Tags: , , ,

41 comentários | Comentar

  1. 41 dani 13/06/2011 14:28

    oi qual é amarca do body com bojo?

  2. 40 Patricia 16/05/2011 2:31

    Olá Carla. Parabéns pelo seu blog!!!!
    Gostaria de saber que tamanho eu devo comprar um modelador já que meu guarda roupa é do G até o EXG. Beijos

  3. 39 Liliane 27/01/2011 13:52

    Oi. Adorei seus comentários sobre as cintas. Gosto de usá-las e, normalmente prefiro os bodys. Mas minhas coxas são muito juntas e tenho sempre que usar o short por baixo quando uso vestidos… alguns enrolam e tenho o mesmo problema que você teve com a calcinha boxer: como puxar na frente dos outros? não dá, né?
    Você poderia testá-los também e comentar aqui.
    Bjs, Liliane

  4. 38 Helaine 29/12/2010 17:28

    Olá … Adorei vc… nao t conhecia… acabei de ler sua reportagem… eu sou gordinho e morro de medo de sair horrivel… tenho 1,60 e 67kg… e agora ganhei meu maior presente…estou gravida… mande umas dicas pra mim… obrigada…bjs e otimo 2011 pra vc…

  5. 37 Franciiele :) 28/12/2010 11:02

    Cinta Modeladora a Arma das Gordiinhas !!!

    Adoroooo ….

  6. 36 Fabiana Camilo 24/12/2010 13:02

    Confesso que até ingressar no universo plus size profissionalmente não usava nenhum tipo de cinta, tinha até um certo preconceito. Como estava errada!!! Deixa nosso corpo muito mais bonito, uniforte e dependendo da cinta corrige até mesmo postura. Hj não vivo sem cinta, mas essas que chegam até abaixo do busto não dão certo comigo!!! Sempre enrola e fica desconfortável.

  7. 35 melina 20/12/2010 11:07

    comprei a cinta , realmente coloca td no lugar, mas amassa as costelas… nem tudo é perfeito…

  8. 34 Rita Braga 20/12/2010 10:36

    Já que você é franca e sincera e expoe as dificuldades das gordinhas gostaria que fizesse uma materia falando sobre os absorventes higienicos e a anatomia das gordinhas.Já me senti completamente desprotegida por ter coxas grossas e mesmo usando um absorvente noturno( na teoria mais potente) vazou pelos lados, e faz com que fiquemos preocupadas durante nosso ciclo.Realmente neste periodo é um salve-se quem puder e a improvisação reina porem nunca tocamos neste assunto.O que vc acha gostaria de uma enquete sobre isso.bj

  9. 33 Alessandra Linder 17/12/2010 15:29

    Nossa amei seu look da 1° foto .. sapatinho rosa mega fashion rss…
    AAA so uso essa cinta tb da primeira foto . mas é um saco ela fica enrolando HUNF …. agora a sem bojo sei não se uso kkkkkkkk
    Bjs

  10. 32 Lazinha 16/12/2010 10:13

    Já uso há algum tempo e é muito legal, o problema é que no verão fica difícil usar aqui no RJ, esquenta muuuuuuuuuuiiiiito. Fica a sugestão para fazerem algo mais leve. abraço.

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última
  8. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.